"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

Carregando...

#67 A transfiguracao



Leitura: Mateus 17:1-13
Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=cjm-etcXvik
Áudio: http://www.stories.org.br/3minutos/67_A_transfiguracao.mp3

Nos originais a Bíblia não é dividida em capítulos e versículos. Isso foi feito depois, nos anos de 1227 e 1551 respectivamente. Portanto o último versículo do capítulo 16 do evangelho de Mateus faz parte da narrativa do capítulo 17.

Naquele versículo Jesus garante aos discípulos que alguns deles não passariam pela morte antes que vissem Jesus em seu reino. Pedro, Tiago e João são os privilegiados: eles são levados a um alto monte e Jesus é transfigurado diante deles. A palavra no original é metamorfose.

Pedro, Tiago e João vêem como Jesus será visto em sua vinda em glória, com seu rosto brilhando como o sol e suas vestes radiantes como a luz. Moisés e Elias surgem diante dele e os três conversam sobre a morte de Jesus que estava para ocorrer.

A presença de Moisés e Elias prova que os que partem deste mundo continuam vivos e conscientes, além de conservarem sua identidade individual. Moisés tinha morrido e Elias tinha sido arrebatado ao céu sem experimentar a morte muitos séculos antes.

No Antigo Testamento Moisés foi impedido de entrar na terra prometida por causa de uma desobediência a Deus. Só foi permitido que olhasse de longe a terra onde tanto desejava entrar. Agora ele aparece na mesma terra prometida onde antes não pôde entrar. Deus tem um tempo para tudo, só que sua agenda não está limitada aos poucos anos de nossa vida aqui. O incrédulo vive no desespero de realizar seus planos no curto espaço de uma vida. O crente em Jesus não precisa ter essa pressa. Sua perspectiva de vida é eterna.

Pedro imediatamente se oferece para armar três tendas, uma para Jesus, outra para Moisés e outra ainda para Elias, colocando os três em um mesmo nível. Imediatamente uma nuvem resplandecente surge e dela sai uma voz que diz: "Este é o meu Filho amado em quem me agrado. Ouçam-no".

Os discípulos se prostram no chão e, quando abrem os olhos, só vêem Jesus. Moisés e Elias eram servos de Deus; Jesus é o unigênito Filho de Deus, o único homem gerado por Deus. Jesus é ao mesmo tempo Deus e Homem, a expressa imagem da divindade, o único sem começo nem fim. Será que você é daqueles que tentam colocar Jesus no mesmo plano dos grandes homens e filósofos da história da humanidade?

Por mais gratificante que tenha sido a experiência dos discípulos diante de Jesus transfigurado, eles agora precisam descer da montanha e encarar a vida do jeito que ela é, com tristezas, problemas e enfermidades. Nos próximos 3 minutos.
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.