"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

Carregando...

#133 Seguindo a Jesus



Leitura: João 1:37-39
Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=roJ1gBl1RQs

A mensagem de João, o batista, tinha sido certeira. Dois de seus próprios discípulos o deixam para seguir a Jesus. Este deveria ser o papel de todo aquele que fala de Cristo: apresentar o Salvador e sair de cena. É para Jesus que toda a Bíblia aponta, e é nele que todos os desígnios de Deus são realizados. Querer ficar entre o pecador e Jesus, como um intermediário, mediador ou sacerdote, é usurpar uma posição que não cabe ao homem.

É fácil identificar se um ministério vem de Deus ou não. Tudo o que glorifica algo ou alguém que não seja Cristo, é do mundo, do homem e da carne. É a Cristo que devem ser atraídas, e pelo Espírito Santo convencidas, como acontece com estes dois discípulos. Alguns anos depois o apóstolo Paulo iria repreender os cristãos em Corinto por estarem se tornando seguidores de homens, inclusive dele próprio. Se é em Jesus que você está interessado, a pessoa que encaminha você a ele não é importante. É apenas uma voz ou instrumento usado por Deus.

Jesus vê o dois que o seguem e pergunta: "O que vocês querem?" É claro que aquele que conhece todas as coisas não ignorava o desejo deles, mas o Senhor quer que você diga a ele exatamente o que busca. Jesus faz a mesma pergunta a você hoje, e sua resposta irá revelar se você está interessado nas bênçãos ou naquele que abençoa.

Ao contrário de muitos que seguiam a Jesus em busca de alimento, cura ou consolo para alguma tribulação, os dois estão em busca de uma comunhão íntima com aquele que chamam de Rabi ou Mestre. Eles querem saber onde Jesus está hospedado, pois desejam estar onde ele está. "Venham e você s verão", é a resposta de Jesus. Que privilégio imenso escutar da boca de Jesus o convite para segui-lo e estar onde ele está! Ainda que Jesus não seja visível hoje, sua promessa de estar onde dois ou três estiverem reunidos em seu nome continua válida.

O plano de Deus para você é simples: você foi criado por ele, está sendo chamado a crer em Jesus para ser salvo e transformado em um adorador, e deve partir a qualquer momento para estar com ele no céu. Do começo ao fim Deus quer que você fique com ele, que tenha comunhão com ele e desfrute de sua presença que, para o crente em Jesus, começa já nesta vida. Todo o resto perde o sentido quando nos damos conta do que deve ter significado para aqueles dois homens os momentos que passaram com Jesus, o próprio Criador do Universo.

André era o nome de um deles, que depois seria chamado apóstolo. Quase não ouvimos falar de André e provavelmente jamais iremos ouvir falar dos homens e mulheres que desfrutam dos lugares mais próximos de comunhão com Jesus. Mas André não quer desfrutar disso sozinho. Nos próximos 3 minutos ele vai levar a boa notícia para aqueles que lhe são mais próximos: os seus familiares.
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.