"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

Carregando...

#553 Pedra de tropeco



Leitura: Lucas 17:1-2

“A Lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por intermédio de Jesus Cristo”, diz João 1:17. Em Lucas 17 Jesus fala aos discípulos coisas que não farão sentido para você se não for um discípulo dele. Por que digo isto? Porque em sua condição natural o ser humano vive “satisfazendo as vontades da carne, seguindo os seus desejos e pensamentos” (Ef 2:3), os quais são contrários à direção do Espírito Santo que habita no crente em Jesus. Se você é dos que acham que ninguém tem nada a ver com a sua vida, então ainda não sabe o que é ser guiado pelo Espírito Santo em submissão a Cristo Jesus, o Senhor.

“Jesus disse aos seus discípulos: ‘É inevitável que aconteçam coisas que levem o povo a tropeçar, mas ai da pessoa por meio de quem elas acontecem. Seria melhor que ela fosse lançada no mar com uma pedra de moinho amarrada no pescoço, do que levar um desses pequeninos a pecar.” (Lc 17:1-2). Se as suas palavras e atos puderem levar alguém a cair em pecado você não está vivendo segundo o amor fraternal. A seriedade disso o Senhor mostra com o exemplo da pesada pedra de moinho.

A Palavra de Deus aconselha: “É melhor não comer carne nem beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa que leve seu irmão a cair.” (Rm 14:21). Será que depois de saber disso você seria capaz de dizer que ninguém tem nada a ver com a sua vida? Será que poderia viver despreocupado com o fato de alguém poder tropeçar por seguir o seu exemplo? O cristão é exortado a não ser uma pedra de tropeço, mas deve viver no mesmo espírito do Senhor, descrito no capítulo 2 de Filipenses:

“Nada façam por ambição egoísta ou por vaidade, mas humildemente considerem os outros superiores a si mesmos. Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros. Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz.” (Fp 2:3-8).


Mas se alguém me prejudicar, não devo aplicar a lei do “olho por olho, dente por dente” (Êx 21:24)? Não, porque a “lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por intermédio de Jesus Cristo” (Jo 1:17). Como agir então? Em graça, como veremos nos próximos 3 minutos.


(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.