"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

Carregando...

#594 Pedra de tropeco



Leitura: Lucas 20:9-19

Jesus conta uma parábola e “os mestres da lei e os chefes dos sacerdotes... perceberam que era contra eles que ele havia contado.” (Lc 20:19). Às vezes você escuta o evangelho e pensa: “Fulano devia ouvir isso...”. Mas e se Deus estiver querendo falar com você? Aqui os fariseus entenderam que o recado era para eles, mas ao invés de se arrependerem, endureceram ainda mais seus corações. Será que você está entre os que endurecem o coração ou entre os que aceitam alegremente as boas novas de salvação?

O evangelho é um divisor de águas que revela os que estão destinados à vida eterna e os que querem continuar inimigos de Deus. Foi o que aconteceu em Antioquia da Pisídia, quando o resultado da pregação de Paulo e Barnabé foi a divisão dos ouvintes entre salvos e perdidos: “Ouvindo isso, os gentios alegraram-se e bendisseram a palavra do Senhor; e creram todos os que haviam sido designados para a vida eterna... Mas os judeus incitaram as mulheres piedosas de elevada posição e os principais da cidade e, provocando perseguição contra Paulo e Barnabé, os expulsaram do seu território.” (At 13:48-50).

A parábola de Jesus previa a rejeição da parte dos judeus. Nela um homem que planta uma vinha, arrenda a terra a alguns lavradores e viaja para longe. A cada colheita ele envia um funcionário para receber sua parte do arrendamento, mas os arrendatários espancam e humilham cada um deles, expulsando-os de mãos vazias. “Então o proprietário da vinha disse: ‘Que farei? Mandarei meu filho amado; quem sabe o respeitarão’. Mas quando os lavradores o viram, combinaram entre si dizendo: ‘Este é o herdeiro. Vamos matá-lo, e a herança será nossa’. Assim, lançaram-no fora da vinha e o mataram. O que lhes fará então o dono da vinha? Virá, matará aqueles lavradores e dará a vinha a outros”. (Lc 20:13-16).

A vinha representa Israel, que Deus formou para dar fruto para si, mas os judeus falharam miseravelmente e perderam por um tempo sua posição de testemunho, o qual foi entregue à Igreja. “A pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular.” (Lc 20:17). Em outro evangelho Jesus diria a Pedro, “sobre esta pedra edificarei a minha igreja” (Mt 16:18), e mais tarde Pedro, em sua carta, identificaria Jesus como a “pedra viva, rejeitada pelos homens, mas escolhida por Deus e preciosa para ele” (1 Pe 2:4). Para os que creem em Cristo, “esta pedra é preciosa; mas para os que não creem, a pedra que os construtores rejeitaram tornou-se a pedra angular, pedra de tropeço e rocha que faz cair” (1 Pe 2:7-8).

(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.