"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

Carregando...

#698 Rejeicao e desprezo


Leitura: Marcos 3:21

“Quando seus familiares ouviram falar disso, saíram para apoderar-se dele, pois diziam: ‘Ele está fora de si’” (Mc 3:21). Mais tarde os vizinhos de Jesus ficariam escandalizados, e ele diria: “Só em sua própria terra, entre seus parentes e em sua própria casa, é que um profeta não tem honra” (Mc 6:4). Portanto, não se surpreenda se parentes e amigos virarem estranhos e inimigos. Jesus passou por isso também. Como agir diante da rejeição em casa, na escola ou no trabalho, e ao mesmo tempo levá-los a conhecer a salvação? Tendo a mesma atitude “de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus... esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser servo, tornando-se semelhante aos homens. E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz.” (Fp 2:5-8).

“Porque é louvável que, por motivo de sua consciência para com Deus, alguém suporte aflições sofrendo injustamente. Pois que vantagem há em suportar açoites recebidos por terem cometido o mal? Mas se vocês suportam o sofrimento por terem feito o bem, isso é louvável diante de Deus. Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos. ‘Ele não cometeu pecado algum, e nenhum engano foi encontrado em sua boca’.  Quando insultado, não revidava; quando sofria, não fazia ameaças, mas entregava-se àquele que julga com justiça.” (1 Pe 2:19-23).

Nossa dificuldade está em acharmos que os ataques sejam contra nós, mas não são. O que mudou com sua conversão? Você não tinha a Cristo e agora tem; era bem tratado e agora não é. Percebe que o ódio e a rejeição não são contra você, mas contra Jesus? Então não tente se defender, pois o alvo dos ataques não é você, é Jesus! Tenha sempre em mente que seus inimigos não são os incrédulos, pois “a nossa luta não é contra o sangue e a carne” — isto é, as pessoas —, “mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais.” (Ef 6:12).

O seu papel é o de interceder por seus opositores, como Paulo intercedeu em favor do rei Agripa, dizendo: “Peço a Deus que não apenas tu, mas todos os que hoje me ouvem se tornem como eu, menos estas algemas” (At 26:29). Ou Estêvão, que de joelhos orava pelos que o apedrejavam: “Senhor, não os consideres culpados deste pecado” (At 7:60). Jesus bem que avisou: “Tratarão assim vocês por causa do meu nome” (Jo 15:21).

(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.