"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

#734 Necessidade e fe'


Leitura: Marcos 5:30-34

A mulher que sofria de uma hemorragia há doze anos estendeu o braço por entre a multidão que se aglomerava em redor de Jesus, e tocou suas vestes. No mesmo instante sua hemorragia cessou e ela foi curada. “Jesus percebeu que dele havia saído poder, virou-se para a multidão e perguntou: ‘Quem tocou em meu manto?’ Responderam os seus discípulos: ‘Vês a multidão aglomerada ao teu redor e ainda perguntas: Quem tocou em mim?’ Mas Jesus continuou olhando ao seu redor para ver quem tinha feito aquilo.” (Mc 5:30-32). Ela queria deixar o local sem ser notada, mas Jesus sentiu poder saindo de si e perguntou: “Quem tocou em meu manto?”.

Acaso ele não sabia? É claro que sabia, do mesmo modo como Deus sabia que Adão estava escondido entre as árvores do jardim, ao perguntar: “Onde está você?” (Gn 3:9). É o que chamamos de pergunta retórica, que não tem o objetivo de obter uma resposta, mas sim de estimular uma reação ou reflexão. E no caso da mulher surtiu efeito: “Então a mulher, sabendo o que lhe tinha acontecido, aproximou-se, prostrou-se aos seus pés e, tremendo de medo, contou-lhe toda a verdade.” (Mc 5:33). O resultado de uma fé genuína é adoração — “a mulher... prostrou-se aos seus pés” — e também a confissão e testemunho de sua fé.

Mas se a multidão se aglomerava, por que ninguém mais foi beneficiado por se encostar em Jesus? Porque a mulher sabia da gravidade de sua condição e tinha fé de que em Jesus encontraria a solução. Lembre-se de que antes de chegar ali ela já tinha gastado tudo com médicos e remédios sem resolver seu problema. Fé e consciência de sua necessidade andam juntas quando o assunto é a salvação que Deus oferece.

Se a mulher tivesse saído sem ser notada, qualquer indisposição no dia seguinte a faria pensar que não tocou o suficiente em Jesus. Daí as palavras: “Filha, a sua fé a curou! Vá em paz e fique livre do seu sofrimento” (Mc 5:34). A certeza da salvação faz parte do conjunto da obra que Deus quer que desfrutemos. Milhões de cristãos vivem na incerteza se estão salvos ou não, achando que cabe a eles perseverar, como se a obra de Cristo não tivesse sido completa. Isso nada mais é do que incredulidade e confiança na carne. O apóstolo Paulo escreveu: “Se você confessar com a sua boca que Jesus é Senhor e crer em seu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo.” (Rm 10:9). E Jesus disse a Marta: “Não lhe falei que, se você cresse, veria a glória de Deus?” (Jo 11:40).


(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.