"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Rádio 3 Minutos

Pesquisar este blog

#765 O que voce pensa de Cristo?


Leitura: Marcos7:24-30

Em Marcos 7 vemos Jesus, o Filho de Deus e Criador de todas as coisas, entrar sem alarde numa casa dos arredores de Tiro e Sidom, querendo permanecer incógnito. Mas ele é logo abordado por “certa mulher, cuja filha estava com um espírito imundo, [ela] veio e lançou-se aos seus pés. A mulher era grega, siro-fenícia de origem, e rogava a Jesus que expulsasse de sua filha o demônio.” Jesus diz a ela: “Deixe que primeiro os filhos comam até se fartar, pois não é correto tirar o pão dos filhos e lançá-lo aos cachorrinhos” (Mc 7:25-27).

Alguém poderia interpretar sua resposta como se ele dissesse “Você sabe com quem está falando?” ou “Ponha-se no seu lugar, mulher!”. Mas pensar assim do Senhor é não conhecer o seu caráter. Sua resposta não é uma negativa, mas um teste para ver se ela reconhece a missão daquele que “veio para o que era seu” (Jo 1:11), isto é, para os judeus. A bondade não pode atropelar a verdade, e nem o poder deixar de revelar a caridade.

Verdade e poder estavam prestes a ser trazidos à tona pela reação da mulher, uma gentia que não podia contar com os privilégios oferecidos aos judeus. Ela responde: “Sim, Senhor, mas até os cachorrinhos, debaixo da mesa, comem das migalhas das crianças.”. Jesus lhe diz: “Por causa desta resposta, você pode ir; o demônio já saiu da sua filha.”. Ela voltou à sua casa e encontrou a filha liberta do demônio que a afligia. (Mc 7:28-30).

Nunca se esqueça da frase: “Por causa desta resposta, você pode ir; o demônio já saiu da sua filha.”. O que significa? Que a mulher não queria furar fila e nem atropelar os planos do Senhor. Ela estava disposta a se considerar um mero cãozinho e ficar com migalhas do poder de Jesus. Que contraste esse com aqueles que acham que o Senhor seja obrigado a atender a todos os seus caprichos de prosperidade, saúde e poder!

Na parábola das minas, em Lucas 19, foi a opinião que o servo tinha de seu senhor que o condenou. Ele havia recebido uma mina para negociar, obter juros e ser recompensado. Porém, a guardou e se justificou, dizendo: “Tive medo, porque és um homem severo. Tiras o que não puseste e colhes o que não semeaste.”. O mau conceito que o servo tinha de seu senhor, e não de si mesmo como a mulher siro-fenícia, foi o que o condenou. “Eu o julgarei pelas suas próprias palavras, servo mau.” (Lc 19:21-22). E você, de que modo se aproxima do Filho de Deus? “O que vocês pensam a respeito do Cristo?” pergunta Jesus aos discípulos em Mateus 22:42.

(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.

Total de visualizações de página