"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Rádio 3 Minutos

Pesquisar este blog

#766 Surdos e mudos


Leitura: Marcos7:31-37

Na região de Decápolis, onde Jesus já havia libertado dois possessos de demônios, “algumas pessoas lhe trouxeram um homem que era surdo e mal podia falar, suplicando que lhe impusesse as mãos.” (Mc 7:31-32). Esse homem sou eu e você, que nascemos surdos aos apelos de Deus e incapazes de confessar nossa necessidade de salvação. Na carta aos Romanos Paulo começa indicando assim o caminho da salvação:

“A justiça que vem da fé diz: Não diga em seu coração: ‘Quem subirá ao céu? ’ (isto é, para fazer Cristo descer) ou ‘Quem descerá ao abismo? ’ (isto é, para fazer subir Cristo dentre os mortos).” (Rm 10:6-7). Dizer que a justificação do pecador é pela fé, e não por esforço próprio, gera espanto: “Como assim? É só crer em Jesus e estou salvo? Só isso?”. Sim, agora é porque Cristo já fez a parte que era impossível ao ser humano fazer.

Ninguém poderia fazer o Filho de Deus descer do céu, a menos que ele o fizesse de sua própria vontade atendendo ao desejo de seu Pai: “Quando Cristo veio ao mundo, disse: ‘Sacrifício e oferta não quiseste, mas um corpo me preparaste; de holocaustos e ofertas pelo pecado não te agradaste’.  Então eu disse: ‘Aqui estou, no livro está escrito a meu respeito; vim para fazer a tua vontade, ó Deus’.” (Hb 10:5-7).

O único sacrifício pelo pecado que poderia agradar a Deus devia ser originalmente puro e sem mácula, como seu próprio Filho que é também o Verbo da Criação. Mas para morrer e ressuscitar Jesus precisava que um corpo humano lhe fosse preparado, e foi assim que ele desceu do céu para ter um corpo concebido pelo Espírito Santo no ventre de Maria.

Um homem que desejava fundar uma religião pediu a um amigo uma sugestão. O amigo, que era cristão, sugeriu: “Por que você não experimenta morrer e ressuscitar?”. Qualquer religião que não inclua o sacrifício de um inocente imaculado morrendo no lugar do pecador e depois ressuscitando não tem qualquer valor. Por isso quando alguém pergunta se é só crer em Jesus, a resposta é: Agora é, porque o impossível ele já fez: desceu do céu, encarnou, morreu e ressuscitou.

Mas até mesmo o convencimento do pecador começa antes de crer. É preciso que o Espírito Santo abra seus ouvidos para ouvir e solte sua língua para falar, como Jesus faz com o homem deste capítulo 7 do Evangelho de Marcos, e Paulo explica no capítulo 10 de sua carta aos Romanos.

(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.

Total de visualizações de página