"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Rádio 3 Minutos

Pesquisar este blog

#768 O toque de Jesus


Leitura: Marcos7:32-35

Após levar o homem surdo-mudo para longe da multidão, “Jesus colocou os dedos nos ouvidos dele. Em seguida, cuspiu e tocou na língua do homem. Então voltou os olhos para os céus e, com um profundo suspiro, disse-lhe: ‘Efatá!’, que significa: ‘Abra-se’. Com isso, os ouvidos do homem se abriram, sua língua ficou livre e ele começou a falar corretamente.” (Mc 7:33-35).

Assim como foi com seu choro à beira da tumba de Lázaro, o suspiro de Jesus pode ter sido de desalento, ao ter de lidar com os efeitos nefastos do pecado que arruinou a espécie humana. Não foi sem sofrer que ele tomou sobre si a enfermidade de Lázaro para chamá-lo para fora da morte, e não é sem sofrimento que ele está prestes a curar este homem de sua surdez.

Ao profetizar que Cristo levaria “sobre si as nossas enfermidades”, Isaías não se referia à crucificação, mas à vida de Jesus na terra. Mateus 8:16-17 confirma: “Ao anoitecer foram trazidos a ele muitos endemoninhados, e ele expulsou os espíritos com uma palavra e curou todos os doentes. E assim se cumpriu o que fora dito pelo profeta Isaías: ‘Ele tomou sobre si as nossas enfermidades e sobre si levou as nossas doenças’”.

A passagem do surdo-mudo neste Evangelho de Marcos nada fala da fé daquele homem e nem que tenha partido dele a iniciativa de buscar a Jesus. O versículo 32 diz que “algumas pessoas lhe trouxeram um homem que era surdo e mal podia falar, suplicando que lhe impusesse as mãos”. Assim é com cada pecador perdido e indiferente à graça divina, e é por isso que o Evangelho da salvação deve ser anunciado por todo o mundo. Ao pregar o evangelho colocamos o pecador em contato com o Salvador, que é quem irá efetivamente fazer a obra na vida de cada um.


Para curar aquele homem “Jesus colocou os dedos nos ouvidos dele. Em seguida, cuspiu e tocou na língua do homem.”. Assim foi também com você, se já creu em Jesus. Primeiro ele tocou seus ouvidos para você ser capaz de ouvir a Palavra de Deus. Depois, injetado com a vida que é comunicada pelo Espírito Santo, você foi capacitado a crer com o coração e confessar com a boca. A obra toda é sobrenatural, e não consequência de alguma ordenança, como batismo ou ceia. Então, depois do que saiu da boca do Senhor ter entrado em contato com a sua boca, você foi capaz de falar de tudo o que vem dele. Sabe por que tudo aconteceu assim? “Para que ninguém se glorie” (Ef 2:9).


(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.

Total de visualizações de página