"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Rádio 3 Minutos

Pesquisar este blog

#772 Apenas mil anos



Leitura: Marcos 8:1-9
http://www.bibliaonline.com.br/acf/mc/8

O Salmo 132:13-15 diz: “O Senhor escolheu Sião, com o desejo de fazê-la sua habitação: ‘Este será o meu lugar de descanso para sempre; aqui firmarei o meu trono, pois esse é o meu desejo. Abençoarei este lugar com fartura; os seus pobres suprirei de pão.”. O desejo do Senhor era de abençoar seu povo Israel. Os milagres eram como o trailer de um filme que entrará em cartaz; uma amostra da abundância que haverá no Reino de Cristo. Assim é também com a multiplicação dos pães e peixes.

Jesus tinha multiplicado pães e peixes no capítulo 6 do Evangelho de Marcos, mas ali foi principalmente para os judeus. Neste capítulo 8 ele faz o mesmo, porém em Decápolis, região habitada por gentios. No capítulo 7 vimos que aos cães, simbolizando os gentios, estavam destinadas migalhas; agora eles são igualmente alimentados como foram os judeus. No Milênio os judeus serão abençoados, e os gentios juntamente com eles.

Na outra multiplicação foram os discípulos os preocupados com as necessidades da multidão. Disseram a Jesus: “Este é um lugar deserto, e já é tarde. Manda embora o povo para que possa ir aos campos e povoados vizinhos comprar algo para comer.” (Mc 6:36). Porém agora é do Senhor que vem a preocupação: “Tenho compaixão desta multidão; já faz três dias que eles estão comigo e nada têm para comer. Se eu os mandar para casa com fome, vão desfalecer no caminho, porque alguns deles vieram de longe.” (Mc 8:2-3).

Em Marcos 6 a multidão tinha passado apenas um dia com Jesus, agora o povo já está ali há três dias. Lá, Jesus ordenou aos discípulos que mandassem a multidão se sentar, mas aqui é ele quem faz isso. Antes ele usou cinco pães e dois peixes, agora ele usa sete pães e “alguns peixes pequenos”. Cinco mil homens foram alimentados da primeira vez, sem contar mulheres e crianças, mas agora são quatro mil. Se antes sobraram doze cestos, desta vez sobram sete cestos.

Sete cestos são cheios com as sobras, quatro mil foram alimentados. Sete e quatro nos falam de plenitude e universalidade, como em “quatro cantos da terra”. No Milênio o mundo todo será saciado, mas devemos nos lembrar de que esse período tem data para terminar. Serão mil anos, e não a eternidade. As pessoas estarão ainda em seus corpos de carne mortal, sujeitas à fome, doença e morte, mas devidamente saciadas e curadas por Cristo como quando andou aqui. Enquanto isso a Igreja estará no céu.

(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.

Total de visualizações de página