"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Rádio 3 Minutos

Pesquisar este blog

#775 Voce e' como Tome'?


Leitura: Marcos8:11-12

“Os fariseus vieram e começaram a interrogar Jesus. Para pô-lo à prova, pediram-lhe um sinal do céu. Ele suspirou profundamente e disse: ‘Por que esta geração pede um sinal miraculoso? Eu lhes afirmo que nenhum sinal lhe será dado’.” (Mc 8:11-12). Pedir por um sinal depois da milagrosa multiplicação dos pães denotava a total incredulidade dos fariseus. Jesus não dá o que pedem, pois sabe que nem com sinais crerão nele.

Mas não seriam os sinais e milagres justamente as ferramentas de Deus para convencer os judeus das credenciais de seu Messias? Sim, isso tinha sido prometido pelos profetas do Antigo Testamento, e “os judeus pedem sinais miraculosos” (1 Co 1:22). Mas chegou um momento de transição, quando o Senhor está prestes a deixar de lado por um tempo o seu povo terreno e levantar um povo celestial como seu testemunho na terra.

Os milagres serviam para levar as pessoas a crer em Jesus, com escreve João: “Jesus realizou na presença dos seus discípulos muitos outros sinais miraculosos, que não estão registrados neste livro. Mas estes foram escritos para que vocês creiam que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus e, crendo, tenham vida em seu nome.” (Jo 20:30-31). Ou seja, os sinais eram uma resposta à incredulidade dos judeus, e Jesus havia dito isso: “Se vocês não virem sinais e maravilhas, nunca crerão”. (Jo 4:48).

Hoje aqueles que se dizem cristãos, mas não vivem sem uma dose diária de sinais e milagres, dão provas de incredulidade, não de fé. Pois “a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos.” (Hb 11:1). Para quem crê realmente em Cristo, a Palavra de Deus é suficiente. O crente não irá agir como o cético Tomé, que duvidou da ressurreição de Jesus, e passou vergonha por causa de sua atitude:

“‘Se eu não vir as marcas dos pregos nas suas mãos, não colocar o meu dedo onde estavam os pregos e não puser a minha mão no seu lado, não crerei’... E Jesus disse a Tomé: ‘Coloque o seu dedo aqui; veja as minhas mãos. Estenda a mão e coloque-a no meu lado. Pare de duvidar e creia’.”
(Jo 20:24-29).

Os sinais e milagres foram dados e registrados nos evangelhos para que crêssemos em Jesus. Tendo hoje o testemunho de Deus em sua Palavra, já não precisamos de sinais e milagres para crer. A menos que sejamos como Tomé, ou os fariseus, que queriam colocar o Senhor à prova.

(Mario Persona é palestrante e consultor de comunicação, marketing e desenvolvimento profissional (www.mariopersona.com.br). Não possui formação ou título eclesiástico e nem está ligado a alguma denominação religiosa, estando congregado desde 1981 somente ao Nome do Senhor Jesus. Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.

Total de visualizações de página