"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

Carregando...

#4 Bem acompanhado



Leitura: Evangelho de Mateus 3:13-17; Marcos 1:9-11; Lucas 3:21,22
Video: http://www.youtube.com/watch?v=QSzVhDqoGUY

Jesus caminhou quase cem quilômetros, da Galiléia ao Jordão, só para ser batizado por João Batista. Ele devia considerar o batismo algo muito importante.

Mas aí surgiu um problema. Até ali João estava dizendo às pessoas que se arrependessem de seus pecados e fossem batizadas. E agora, o que fazer com Jesus? Como poderia João, um pecador, batizar o Filho de Deus sem pecado? Ele ia se arrepender de quê?

De nada. Ele, que não tinha de que se arrepender, estava disposto a ir lado a lado com aquelas pessoas que tinham muito de que se arrepender. Você provavelmente nunca se esqueceu de alguma situação grave em sua vida quando alguém se dispôs a ir junto com você, a ficar do seu lado. Entendeu?

Ele estava pronto a passar junto com o pecador por aquilo que simbolizava a morte. Três anos depois Ele teria de enfrentar sozinho o mar profundo do juízo de Deus e suas ondas de terror. Mas Ele não ficaria na sepultura. Deus O ressuscitaria, para que você não viesse a passar pelo juízo. Se você crer.

Quando Jesus explicou a João que fazendo assim estaria cumprindo toda a justiça, João consentiu em batizar Jesus.

É aí que temos uma das cenas mais sublimes de toda a Bíblia. Ao sair da água, os céus se abriram e o Espírito Santo de Deus desceu sobre Jesus na forma de uma pomba. Em seguida a voz do Pai ecoou nos céus:

"Este é meu Filho amado, em quem me agrado".

Aqui os céticos entram em longas discussões para tentar negar um único Deus em três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. Eles argumentam que essa Trindade não faz sentido. É claro que não faz. Se a essência de Deus, a natureza de Deus, fizesse sentido para a mente humana tão finita, Ele não seria Deus.

A voz é de Deus Pai, a pomba é a forma adotada ali por Deus, o Espírito Santo, e Deus, Jesus, o Filho estava ali. Entende agora porque lá no livro de Gênesis você encontra Deus dizendo "façamos o homem à nossa imagem e semelhança"? É por isso.

Mas a questão mais importante aqui é esta: Será que Deus pode dizer que se agrada de mim, que se agrada de você? Ele Se agradou com Seu Filho, Jesus, o único homem perfeito que andou neste mundo. E eu e você, como é que ficamos?

Bem, nós vamos precisar estar em Jesus se quisermos ser do agrado de Deus. Há lugares onde você não entra se não estiver muito bem acompanhado. O céu é assim.
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.