"Então o SENHOR me respondeu, e disse: Escreve a visão e torna bem legível sobre tábuas,
para que a possa ler quem passa correndo". Habacuque 2:2

Pesquisar este blog

Carregando...

#232 Da gloria para a gloria



Leitura: Filipenses 2:6-11
Vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=dFD06DO9CxQ

Para entender o que diz o versículo 3 do capítulo 13 de João - que Jesus "havia saído de Deus e ia para Deus" - veja o que Paulo escreveu aos Filipenses. "Jesus, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus". Outra tradução diz "não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se". O que significa?

Jesus foi, é, e sempre será Deus em todos os aspectos da sua Pessoa. Este é o significado de ser igual. Mas é preciso distinguir entre a pessoa e a posição que ocupa. Para nos salvar, Jesus não considerou que a posição que ocupava na glória era algo de que não poderia abrir mão. Assim ele deixou a posição que ocupava, sem deixar de ser quem sempre foi: o "verdadeiro Deus", como diz João em sua epístola. 1 Jo 5:20

Ao chegar em casa um policial tira seu uniforme, despindo-se de sua posição oficial sem perder sua natureza humana. Ao vir ao mundo na condição de homem, Jesus despiu-se de sua posição excelsa para assumir a posição de um servo, porém sem perder sua natureza divina.

Se você leu o clássico "O príncipe e o mendigo" irá entender que o príncipe em momento algum deixou de ser quem ele era. Ele apenas desceu momentaneamente de sua posição real ao trocar de roupa com um mendigo. Ao assumir a posição de um mendigo ele precisou se submeter às autoridades que antes estavam sob seu comando.

É por isso que vemos Jesus dizer, no capítulo 14 do evangelho João, "o Pai é maior do que eu", mas no capítulo 10, "eu e o Pai somos um". Ao assumir o papel de homem, Jesus, o Filho eterno, ficou durante trinta e poucos anos numa posição hierárquica inferior ao Pai, mas sem deixar de ser Deus. Era só assumindo a condição humana que ele podia descer à morte no lugar do pecador.

Por isso a passagem em Filipenses continua dizendo que Jesus "...esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz".

Repare que aquele que "saiu de Deus" desceu 7 passos: (1) Não se apegou à sua posição, (2) esvaziou-se, (3) tomou a forma de servo, (4) fez-se semelhante aos homens, (5) humilhou-se, (6) foi obediente até à morte, e (7) morte de cruz. Então, ao voltar à sua posição original na glória, agora como Deus e Homem, nós o vemos subindo 7 passos:

"(1) Deus o exaltou soberanamente... (2) lhe deu um nome que é sobre todo o nome, para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão (3) nos céus, (4) na terra, e (5) debaixo da terra, e (6) toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, (7) para glória de Deus Pai".

Nos próximos 3 minutos vamos falar um pouco de água.

(Esta mensagem originalmente não contém propaganda. Alguns sistemas de envio de email ou RSS costumam adicionar mensagens publicitárias que podem não expressar a opinião do autor.)
As ideias aqui não são originalmente minhas, mas são fruto do que tenho aprendido da Palavra de Deus fora dos sistemas denominacionais com irmãos congregados ao nome do Senhor e também com autores de outras épocas que congregavam assim, como J. G. Bellett, C. H. Brown, J. N. Darby, E. Dennett, W. W. Fereday, J. L. Harris, W. Kelly, C. H. Mackintosh, A. Miller, F. G. Patterson, A. J. Pollock, H. L. Rossier, H. Smith, C. Stanley, W. Trotter, G. V. Wigram e muitos outros. Uma lista completa em inglês você encontra neste link.

Para baixar os vídeos:

http://www.mediafire.com/?50ddj2c90jjjs É permitido gravar, copiar e distribuir gratuitamente.